segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Para reclamar disque...


Pois é, juro a vocês que antes de postar essas mal escritas linhas eu ponderei muito, afinal de contas, no “mundo” atual, qualquer coisa que você diga é motivo de represálias ou acusações sem procedência alguma, mas ponderei mesmo porque não gostaria de cometer injustiças e recorrer no mesmo erro.

Bom, percebo que uma relação entre duas pessoas serve para troca e aprendizado, logo, pela regra, pode ser caracterizada como “serviço prestado”, e percebo que, de uns tempos para cá, a qualidade do “boquete” ou sexo oral (como querem os puristas) caiu demais em relação ao que recebem em troca.

Desculpem a franqueza, mas eu aplico técnica e conhecimento e ainda presto atenção para saber se o que eu tô fazendo é capaz de surtir o efeito desejado e quando não, ali durante o acontecimento, vou mudando as táticas e as formas até atingir um que seja satisfatório à cliente, lógica, nem tudo não flores quando se trata de um toma lá dá cá, sem grandes compromissos ou aspirações, mas eu me importo...

E é isso que é foda (ou não é, sei lá...), venho percebendo que a ideia é apenas gerar fricção e calor, isso porque eu nem vou falar das performances Cirque Du Soleil! Sim, é isso mesmo que você leu, e se não se espantou é porque já está acostumado a receber um boquete daqueles em que a boca está praticamente parada em você e o restante do corpo da distinta “prestadora de serviços” percorre o infinito, se debatendo para todos os lados, e melhor, além de oscilar vertiginosamente passa a arfar parecendo um opala acelerando e faz cada careta que fica difícil não cair na gargalhada.

Poxa. Entendo que a intimidade de duas (ou mais) pessoas deve se restringir ao mundo que se apresenta ali na hora, mas é cada performance que ou você dá risada ou sai correndo com medo.

De volta ao assunto... Diante da minha solteirice congênita, mesmo eu evitando aqueles que são acrescidos de taxas e tarifas, a vida tem sido relativamente interessante, mas entrei numa fase de boquetes exóticos (para não chamar de destruidores) que parece não ter fim.

Dias desses, fui agraciado com um que tinha todos os assessórios para dar certo, porém, na hora de meter a chave na ignição, foi uma tragédia total. Me senti sendo chupado por uma escavadeira. Nunca imaginei na minha vida que um ser humano pudesse ter tantos dentes na boca, além de aqui e ali, dar uma aparada na grama, já baixa da minha região púbica. Além disso, o procedimento era de uma intensidade tão absurda que após um período eu já passei a ver as coisas como no filme Matrix, aquele em que as pessoas desviam das balas e tudo acontece em câmera lenta. Alguns amigos com os quais eu me consultei após essa ingerência corporal, me disseram que devo ficar atento ao aparecimento de luzes no quarto durante o processo...


Bom, pensei seriamente em enviar um e-mail ao Paulo Skaf para ver se rola um curso de “boquete” básico no Senai para as moças disponíveis, porque do jeito que está, tá foda...

3 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Sério, vai entrar no Estressadas

    ResponderExcluir
  2. HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!! PQP!!! Suas metáforas criativas são as melhores!!! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA! CARALHOOOOO! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!

    ResponderExcluir
  3. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk escavadeira.
    Cadê a sensibilidade gente?

    ResponderExcluir