sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Está aberta a temporada de posses...


É, 2013, o mundo não acabou, e logo que amanhece no primeiro dia do ano, lá se vão nossos eleitos municipais tomar posse dos cargos para os quais foram eleitos (hum, hum... ou quase eleitos).
Logo de cara vemos o prefeito eleito de nossa cidade, Fernando Haddad, no melhor modelito “caixeiro viajante”, dizendo coisas de que, pela propriedade ao falar, não domina nem o interesse... Claro que o modelito, passou batido já que ao lado dele estava ninguém mais, ninguém menos que Gilberto Kassab, cabra macho, governou a cidade com punhos de aço, fez umas bobagens aqui e ali... Mas no geral se deu bem... Acho eu... Mas o modelito “caixeiro viajante” também se fez presente nos muitos anos que Kassab esteve lá...
Engraçado que falar das roupas, do modo como abordam um assunto ou algum tipo de “super-merda” que eles fazem é o que sobrou da política no nosso país...
É inacreditável a falta de competência, interesse, capacidade e preparo que os eleitos pelo povo mostram logo que sentam lá naquele cadeirão enorme, confortável, aliás, creio, que o conforto da tal cadeira é tanto que relaxam a ponto de esquecerem porque estão lá... E de brigarem com unhas e dentes (facadas e ameaças e traições valem tb...) para não sair de lá... Só estão relaxando, vendo a enchente passar...
Muito foda ver que estamos caminhando a passos largos em direção ao emburrecimento aplicado e consequentemente, congênito, o “gado”, como diria o “rei” Zé Ramalho, só caminha pro abate ou para as urnas... Passam por todos os perengues da vida, mas logo que o whiskey das comemorações do final de ano se abre, até o último dia do Carnaval e acrescente-se ai 4 dias depois (é, ressaca!) nada abala a fé do brasileiro, mesmo porque sendo brasileiro, ele não desiste e melhor, não aprende nunca...
Tamo ai as barbas do fenômeno cultural mais importante da tv brasileira, e foda-se se estamos em época de enxurradas homéricas, se o número de moradores de rua aumentou vertiginosamente ou se famílias inteiras passam por tantas necessidades. Foda-se né, isso acontece longe dos olhos e portanto, longe do coração, grupos de sem-teto se juntam a noite em alguma praça, famílias se desesperam e choram sua falta de sorte no travesseiro, soluços de desespero e roncos de estômagos que não sabem o que é um pão há alguns dias.  Mas e dai... Governo me permitiu comprar uma tv de LED, assistir tudo na tv paga...
Mas os fantasmas da miséria passeiam e mostram a verdadeira face da nossa realidade, é, bem no horário nobre, então, deixa prá ver o que dá prá fazer amanhã, né não?
Melhor é ser bombardeado com a pseudo-moral e bons costumes de alguns... O sr. Deputado Protogenes Queiroz do PC do B SP, no seu afã de defensor da moral e dos bons costumes, da família e da dignidade... Ia, isso mesmo, ia, porque não teve culhão, nem prá defender seu ponto de vista... Voltando, IA, TENTAR, proibir a exibição do filme TED, que nada mais é que um urso de pelúcia que bla, blá, blá... fuma maconha faz sexo e bebe...
Conheço um urso oriental, que faz tudo isso.. e muito mais.. né Panda Reis?
Igualzinho a uma parcela relativamente ENOOOOORME de pessoas no mundo de SEU deus... Se eu entro na porra do cinema e o filme é uma bosta.. me levanto e saio, se uma imagem ofende meu olhos, minha moral ou poe em duvida a criação que minha mãe me deu, levanto dessa merda e vou embora...
Sou grandinho, educado nos moldes da santa igreja católica, perdi oportunidades na vida, mas ganhei outras, aprendi que nem sempre as porradas da vida doem... Doe muito mais tem que levantar de manhã botar uma máscara, um nariz de palhaço e ir a luta do dia a dia... Ahhh!!! Ir a luta daqui a pouco vai custar R$ 3,60 por cabeça (NE: R$ 3,20, que foram revogados, depois do povo se levantar e ir as ruas), cobrados na ida e na volta...
E diante disso, não vai ser um puto social, claramente, muito menos dotado de inteligencia e senso de moral do que eu, que vai determinar o que eu posso ou não posso ver, ler ou fazer, sou cidadão, respeito as leis e as pessoas, não jogo lixo na rua e ainda, desde que me conheço por, fumo só em áreas abertas...
Vai procurar fazer algo de útil na porra dessa vida e mais, fazer algo de útil pela cidade, que de uma forma ou de outra, colocou esse cidadão sentado lá... Na cadeira confortável, lembra? Tem tanta merda em São Paulo, e esse sujeito, em seu mais novo arroubo de decência e moral, sai com essa...
Vai lá ver a Rua 7 de abril, no centro de São Paulo, na porta do metro, alagada, impedindo que as pessoas entrem ou saiam da estação, vai ver a estação de trem, de Mauá, cheia de água até o teto, impedindo que o caboclo que saiu prá trabalhar às 6 horas da madrugada, consiga voltar prá casa, pra ter um minimo de dignidade na porra dessa vida do caralho... Melhor, vai no centro e olha a quantidade de “gado” largado nas ruas, usando drogas ou simplesmente por não ter condições de morar em um lugar descente.
Vergonha também, por um país que aprova leis de inquilinato totalmente inquisidoras, visando única e exclusivamente o lucro fácil, claro, tem um monte de safado ai na praça, mas quem paga o preço disso... o cara que só quer ter um lugar descente prá ficar... E praticam preços totalmente contrários a realidade de 99% do povo desse lugar.
Vão tomar todos no cú, tanto esses representantes do povo de merda, quanto esse povo de merda também....
Fico puto, falo mesmo e se não gostou, me processa.. aliás, me mata, porque se não for assim eu continuo a falar, e falar, e falar...

3 comentários:

  1. Puff... assunto do caralho! se forem te prender, vão ter que nos prender tbm.. hahaha tudo junto na mesca cela! shaihsiauhsaiushaiush

    perfeito!

    www.programaestressadas.blogsopt.com

    ResponderExcluir
  2. ............. é...... o famoso "jeitinho brasileiro" está famoso!!!!
    Li hoje no portal MSN que o jornal Financial Times criticou Guido Mantega e o Banco Central de praticar taxas de juros diferente do anunciado pela instituição.
    O pior disso tudo é que o periódico chegou a explicar do que se trata a famosa e familiar expressão: "Trata-se, segundo a publicação, do hábito de desviar das regras ou convenções por táticas altamente criativas e beirando a ilegalidade."
    Que vergonha sinto desses SEM VERGONHAS!

    ResponderExcluir